Sejam todos muito bem-vindos! Depois de um ano de sucesso é chegada a hora de "mimar" o nosso blogue alterando-lhe o visual... ;) Alteram-se umas coisas, mas continua-se a apostar no mais importante: Partilha, Estudo e Brincadeira... para que possamos aprender sempre um pouco mais! Portanto mãos à obra, pois "Saber é Poder"!!! ;) Hugs and Kisses
RSS

quarta-feira, 30 de março de 2011

Resultados da ficha de avaliação de Inglês - Março!



Amigos
cá ficam os resultados (nada famosos e bastante representativos do pouco tempo que dedicam ao estudo!!!):




Não-Satisfaz - 7
Satisfaz - 9
Satisfaz Bem - 4




Não-Satisfaz - 6
Satisfaz - 7
Satisfaz Bem - 14
Até breve e ESTUDEM!!!

terça-feira, 29 de março de 2011

Resultados da ficha de avaliação de Português - Março (CEL)!



Amigos
aqui vão os resultados das fichas de avaliação:

6ºB

Fraco- 1
Não-Satisfaz - 4
Satisfaz - 11
Satisfaz Bem - 7
Excelente - 3

Devem continuar a estudar...pois nunca se sabe se não haverá outra ficha de avaliação em breve!!!

segunda-feira, 28 de março de 2011

CEL - revisões de conteúdos gramaticais

Basta carregar na imagem e testar os vossos conhecimentos!
Bom estudo!

quinta-feira, 24 de março de 2011

ficha de avaliação de Português - Março!


Meus lindos,
como sabem temos a prova de aferição mesmo "à porta"... (6 de Maio - 6ªfeira - 10h)
Como estão fartos de ouvir: É IMPORTANTE ESTUDAR TODOS OS DIAS... para tirar dúvidas que vos possam surgir e para não deixar acumular tudo para a véspera da prova!!
Neste sentido, será realizada mais uma ficha de avaliação (surpresa) e desta vez não vou revelar absolutamente nada...  Apenas digo que devem estudar toda a matéria!!!!!

Bjnhos e Bom estudo! :)

Vamos comemorar....201 anos do nascimento de Alexandre Herculano! 4




Vamos comemorar....201 anos do nascimento de Alexandre Herculano! 3



Um dos grandes escritores da geração romântica, jornalista, poeta e historiador. 
Alexandre Herculano introduziu o romance histórico no País e escreveu “História de Portugal” em quatro volumes.
 Destacou-se ainda na política, com opiniões extremas e radicais. 
Lutou contra o desfile dos corruptos - foi um homem com forte intervenção social e um defensor do liberalismo. 
Poucos gozaram de tão completo prestígio e absoluta autoridade. 
Alexandre Herculano assumiu, naturalmente, o pontificado intelectual do seu tempo. “É um marco histórico”, certifica o advogado Miguel Veiga.

+ Sabe Mais








Vamos comemorar....201 anos do nascimento de Alexandre Herculano! 2

Alexandre Herculano 

Alexandre Herculano de Carvalho e Araújo nasceu em Lisboa no ano de 1810. Sua vida foi marcada por lutas políticas e pela reconstrução literária da história de Portugal. Um dos mais importantes romancistas do século XIX, suas obras são de cunho romântico e vão desde a poesia ao drama e ao romance. É um dos grandes escritores de sua geração, desenvolvendo o tema romântico por excelência: a incompatibilidade do indivíduo com o meio social. Devido ao seu envolvimento na Revolta do 4 de Infantaria, é obrigado a emigrar para Inglaterra, em 1831. No ano seguinte, tendo retornado a Portugal, Herculano começa a trabalhar na Biblioteca Pública do Porto, como segundo bibliotecário. Em 1839, é nomeado diretor das bibliotecas reais das Necessidades e da Ajuda. No ano de 1853, o romancista funda o Partido Progressista Histórico. Quatro anos depois, manifesta sua discordância em relação à Concordata de Roma, que restringia os direitos do padroado português na Índia. Em 1859, adquire a quinta de Vale de Lobos, perto de Santarém, onde, embora retirado, continua a receber correspondência e muitas personalidades ligadas à cultura e ao poder. No ano seguinte, participa na redação do primeiro Código Civil português. Em1866, casa-se com uma senhora por quem era apaixonado desde a juventude. Morre em 1877, rodeado de enorme prestígio, traduzido numa manifestação nacional de luto organizada pelo escritor João de Deus. 





Bibliografia 
Poesia:
 A Voz do Profeta (prosa poética) - 1836; Harpa do Crente - 1837 
Romance e narrativas:
 O Bobo - 1843; Lendas e Narrativas I e II -1839 e 1844; Eurico, o Presbítero -1844; O Pároco da Aldeia - 1844; O Monge de Cister - 1848; História da Origem e Estabelecimento da Inquisição em Portugal - 1850; História de Portugal I, II, III e IV - 1846 e 1853 
Teatro:
 O Fronteiro de África - 1838 > Os Infantes em Ceuta - 1842 


Vamos comemorar....201 anos do nascimento de Alexandre Herculano!

Alexandre Herculano

Nome: Alexandre Herculano de Carvalho e Araújo
Nascimento: 28-3-1810, Lisboa
Morte: 18-9-1877, Vale de Lobos, Santarém

Poeta, romancista, historiador e ensaísta português, Alexandre Herculano de Carvalho e Araújo nasceu a 28 de março de 1810, em Lisboa, e morreu a 18 de setembro de 1877, em Santarém.
A sua obra, em toda a extensão e diversidade, ostenta uma profunda coerência, obedecendo a um programa romântico-liberal que norteou não apenas o seu trabalho mas também a sua vida.
Nascido numa família modesta, estudou Humanidades na Congregação do Oratório, onde se iniciou também na leitura meditada da Bíblia, o que viria a marcar a sua mundividência. Impedido por dificuldades económicas e familiares de frequentar a Universidade, preparou-se para ingressar no funcionalismo, frequentando um curso prático de Comércio e estudando Diplomática na Torre do Tombo, onde aprendeu os rudimentos da investigação histórica. Por esta altura, com 18 anos, já se manifestava a sua vocação literária: aprendeu o francês e o alemão, fez leituras de românticos estrangeiros e iniciou-se nas tertúlias literárias da marquesa de Alorna, que viria a reconhecer como uma das suas mentoras.
Em 1831, envolvido numa conspiração contra o regime miguelista, foi obrigado a exilar-se, primeiro em Inglaterra (Plymouth) e depois em França (Rennes).
No exílio, aperfeiçoou o estudo da história, familiarizando-se com as obras de historiadores como Thierry e Thiers, e leu os que viriam a ser os seus modelos literários: Chateaubriand, Lamennais, Klopstock e Walter Scott. 
Em 1832, participou no desembarque das tropas liberais em Mindelo e na defesa do Porto, onde foi nomeado segundo-bibliotecário e encarregue de organizar os arquivos da biblioteca. Entre 1834 e 1835, publicou importantes artigos de teorização literária na revista Repositório Literário, do Porto, (posteriormente compilados nos Opúsculos). Em 1836, por discordâncias com o governo setembrista, demitiu-se do seu cargo de bibliotecário e publicou o folheto A Voz do Profeta. Em Lisboa, dirigiu a mais importante revista literária do Romantismo português, O Panorama, para que contribuiria com diversos artigos, narrativas e traduções, nem sempre assinadosEm 1839, aceitou o convite de D. Fernando para dirigir as bibliotecas reais da Ajuda e das Necessidades, prosseguindo os seus trabalhos de investigação histórica, que viriam a concretizar-se nos quatro volumes da História de Portugal, publicados no decurso das duas décadas seguintes. 

(...)


Entre 1860 e 1865, envolveu-se em nova polémica com o clero, quando, ao participar na redação do primeiro Código Civil Português, defendeu o casamento civil. Em 1865, fruto das suas reflexões, saíram os Estudos sobre o Casamento Civil. Em 1867, desgostoso com a morte precoce de D. Pedro V, rei em quem depositava muitas esperanças, e desiludido com a vida pública, retirou-se para a sua quinta em Vale de Lobos (comprada com o produto da venda das suas obras), onde se dedicaria quase exclusivamente à vida rural, casando com D. Maria Hermínia Meira, sua namorada da juventude. 

Apesar deste novo e voluntário exílio, continuou a trabalhar nos Portugaliae Monumenta Historica, interveio em 1871 contra o encerramento das Conferências do Casino, orientou em 1872 a publicação do primeiro volume dos Opúsculos e manteve correspondência com várias figuras da vida política e literária. 
Morreu de pneumonia aos 67 anos, originando manifestações nacionais de luto.





Bibliografia

1. Obras de Alexandre Herculano
1834 – “Qual é o Estado da Nossa Literatura?” (Repositório Literário, 1-2)
1835 – “Poesia. Imitação – Belo – Unidade” (Repositório Literário, 9-11)
1836 – A Voz do Profeta (1ª série)
1837 - A Voz do Profeta (2ª série)
            Crónica de El-Rei Sebastião
1838 – A Harpa do Crente
            O Fronteiro de África
1840 – Da Escola Politécnica e do Colégio dos Nobres
1842 – Cartas sobre a História de Portugal (Revista Universal Lisbonense)
            Uma Sentença sobre Bens e Reguengos
1843 – O Bobo (n’O Panorama)
1844 – O Pároco de Aldeia
            Eurico, o Presbítero
1845 – O Alcaide de Santarém
            O Galego (Vida, Ditos e Feitos de Lázaro Tomé)
1846 – História de Portugal (1º vol.)
1847 – História de Portugal (2º vol.)
1848 – O Monge de Cister
1849 – História de Portugal (3º vol.)
1850 – Eu e o Clero e Solemnia Verba
            Poesias
1851 – Lendas e Narrativas
            A Ciência Arábico-académica
1853 – História de Portugal (4º vol.)
1854 – História da Origem e Estabelecimento da Inquisição em Portugal (1º vol.)
1855 - História da Origem e Estabelecimento da Inquisição em Portugal (2º vol.)
1857 – Do Estado dos Arquivos Eclesiásticos do Reino
            A Reacção Ultramontana em Portugal
1858 – Do Estado das Classes Servas da Península
Ao Partido Liberal Português, a Associação Promotora da Educação do Sexo Feminino
1860 – Análise da Sentença Nada no Juízo da 1ª Instância da Vila de Santarém
            As Heranças e os Institutos Pios
1866 – Estudos sobre o Casamento Civil
1873 – Opúsculos (tomos I e II)
1875 – Da Existência ou Não do Feudalismo em Portugal
1876 – Opúsculos (tomo III)
1878 – O Bobo (edição póstuma em volume).

terça-feira, 22 de março de 2011

Orações Coordenadas e subordinadas 2



Já aqui se abordou a diferença entre frase simples frase complexa  e entre orações coordenadas subordinadas (clica  AQUI). Também já vimos os diferentes tipos de orações coordenadas e orações subordinadas (clica AQUI).
Agora só tens de estudar e levar as dúvidas que te possam surgir para a sala de aula (ou para o facebook). 
Fico à espera! Bom estudo!

Orações Coordenadas e subordinadas



Clica na imagem!