Sejam todos muito bem-vindos! Depois de um ano de sucesso é chegada a hora de "mimar" o nosso blogue alterando-lhe o visual... ;) Alteram-se umas coisas, mas continua-se a apostar no mais importante: Partilha, Estudo e Brincadeira... para que possamos aprender sempre um pouco mais! Portanto mãos à obra, pois "Saber é Poder"!!! ;) Hugs and Kisses
RSS

sábado, 29 de março de 2014

correção de fichas/tpcs


 
Página 154

Ex.2  - As personagens deste texto são: o Serrano, o Amarelo de Barba preta, a Sementinha, o Mocho de Espiga branca; o Bago Azul/ Trigo Azul; o Bago Vermelho; o Trigo Negro e outros bagos de trigo.

2.1 – Personificação.

2.2  - Encontram-se reunidas a ouvir o Amarelo de Barba Preta e a certa altura aparecem o Bago Azul, o Vermelho e o Trigo Negro.

3- Dá uma informação temporal – a de que o assunto diz respeito a algo que aconteceu há oito mil anos.

3.1-A história dos antepassados dos bagos de trigo e dos homens.

3.2-Os ouvintes estavam muito interessados: A sementinha estava entusiasmada com o que ouvia; o Serrano interrompia o Amarelo de Barba Preta para dizer o que também sabia sobre o assunto e para fazer perguntas e os bagos de trigo mostravam-se impacientes, aguardando a continuação da história do Amarelo de Barba Preta.

4- O Amarelo de Barba preta conta a história dos antepassados. Esta é uma das velhas histórias “que convém saber”, porque dá um ensinamento.

5.1… Vivem em pequenos grupos, onde o trabalho é dividido. E assim, enquanto  os varões se dedicam à caça e à pesca, as mulheres colhem frutos selvagens e raízes, se as cavernas ficam junto das florestas, ou apanham marisco, se o mar está perto.

6.1 – b
6.2- a

7- Os estranhos bagos de trigo apareceram, quando o Amarelo de Barba Preta explica que os antepassados do trigo foram descobertos  ou na Mesopotâmia ou na Abissínia.
7.1- Aparecem nesse momento, Porque são originários da pátria do Trigo.

8 – Falavam da guerra: “ E o Trigo Azul calou-se, emocionado, como se vivesse ainda essa época distante.”

0 comentários:

Enviar um comentário