Sejam todos muito bem-vindos! Depois de um ano de sucesso é chegada a hora de "mimar" o nosso blogue alterando-lhe o visual... ;) Alteram-se umas coisas, mas continua-se a apostar no mais importante: Partilha, Estudo e Brincadeira... para que possamos aprender sempre um pouco mais! Portanto mãos à obra, pois "Saber é Poder"!!! ;) Hugs and Kisses
RSS

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Correção da ficha de avaliação de janeiro

1.    O narrador deste texto tem um desejo que só no final do livro saberemos se conseguirá concretizar. Identifica-o.

O desejo do narrador deste texto é saber escrever histórias para crianças.

2.    Segundo o narrador, as histórias para crianças têm características especiais. Indica duas dessas características.
  As histórias para crianças, segundo o narrador têm uma seleção certa de palavras, uma maneira muito clara de explicar essas palavras e muita paciência.



3. No início do texto, o narrador afirma que lhe falta um dom para ser capaz de escrever histórias para crianças. 
O dom da paciência.

4.    Identifica os recursos expressivos existentes nas seguintes frases:

a)    “… Sai o menino pelos fundos do quintal e, de árvore em árvore, como um pintassilgo…” __Comparação


b)    “a liberdade(…) acha poder hoje aconchegar a frase.” ____Personificação

5.
a) aconselha o leitor a decifrar o vocabulário que não entende.


a)    “(Agora vão começar a aparecer algumas palavras difíceis, mas, quem não souber, deve ir ver no dicionário ou perguntar ao professor)”
 b)  se desculpa perante o leitor.
“Que me seja desculpada a vaidade…”
“… e a mim falta-me pelo menos a paciência, do que peço desculpa.”

c)   Partilha com o leitor a personagem da sua história, ou seja, o menino.
“… o meu herói menino tem as suas aventuras aprazadas fora da sossegada terra onde vivem os pais…”
“ … sai o menino pelos fundos do quintal e, de árvore em árvore, como um pintassilgo…”

6.     Enumera duas etapas percorridas pelo menino até chegar ao limite das terras, iniciando cada frase por um verbo na terceira pessoa do singular.

1.ª “Sai … pelos fundos do quintal…”

2.ª “… desce ao rio e depois por ele abaixo…”

7.     Caracteriza o menino através de dois adjetivos.
O menino desta história pode ser considerado um herói, aventureiro, destemido, determinado, corajoso…
8.    Atenta na frase “Vou ou não vou?”. E foi.”
A partir da leitura do texto A, para onde, na tua opinião, se dirige o menino?

Opinião pessoal

Texto B

1.  Assinala a única opção que completa corretamente cada afirmação.
1.1 “A fada é um ser mitológico” significa que...
Xb) as fadas são seres imaginários.

1.2   As fadas são vulgarmente conhecidas
Xa) por serem as companheiras femininas dos elfos

1.3   Estes pequenos seres mitológicos aparecem na nossa cultura
xb) através de Pompónio Mela, que os mencionou pela primeira vez.

2.  Diz se as frases seguintes são verdadeiras (V) ou falsas (F), de acordo com o texto.

__V__a) As fadas apresentam o aspeto físico de um elfo, acrescidas de “asas de libélula” e “varinha de condão”.
__F__b) As fadas são obrigatoriamente caracterizadas como pequenas mulheres com poderes mágicos.
_V___c) Joseph Ritson, escritor e folclorista inglês, tece também um papel importante na caracterização destes seres, dando-lhes o poder de se tornarem invisíveis aos olhos humanos.

II Gramática
Responde aos itens que se seguem, de acordo com as orientações que te são dadas.
Quem me dera saber escrever essas histórias, mas nunca fui capaz de aprender, e tenho pena.”
1. Escreve uma frase, usando a palavra sublinhada na frase anterior, num outro contexto.
O pássaro perdeu uma pena.
Foi-lhe decretada pena de prisão por roubar.
Tenho pena dos mendigos.

 2.Completa o comentário que se segue feito à obra de José Saramago, com os verbos nos tempos indicados entre parênteses.

“E a aventura daquele menino Saramago, não terá (ter- futuro do indicativo) sido a descoberta dessa enorme flor que é (ser-presente do indicativo) a escrita do mundo? Por isso, o dia ­entra (entrar-presente do indicativo) no cenário da escrita, o contador/escrevente deixou (deixar-pretérito perfeito do indicativo) de estar iluminado por uma luz artificial que a escrita testemunhava (testemunhar-pretérito imperfeito do indicativo) e abandona (abandonar-presente do indicativo) o livro e as ilustrações em pleno dia, iluminado pela flor que em criança descobriu (descobrir-pretérito perfeito do indicativo) deixando-a escrita em memória, a um mundo que deve descobrir a forma circular da corola a que a palavra literária pode dar acesso. E a nós, professores de literatura não nos competirá (competir- futuro do indicativo) também educar para a esperança e para a alegria que é a descoberta da maior flor do mundo: um tesouro guardado nas pétalas de todas as literaturas do mundo!”                                           


3.Tendo em conta as seguintes formas verbais, preenche adequadamente o quadro seguindo o modelo.
Suponho- Supor -supondo-suposto-2ª conjugação-Regular
Vou-Ir-Indo-Ido-3ª conjugação-Irregular
Inventei-Inventar-inventando-inventado-1ª conjugação-R
Sabíamos
 Saber
sabendo
sabido
2ª conjugação- Irreg
Escrevi
escrever
escrevendo
escrito
2ª conjugação- Reg
Fazem
fazer
fazendo
feito
2ª conjugação-
Irreg
 4. Conjuga os seguintes verbos irregulares na 1ª Pessoa do Singular.



Ser

sou

fui

era

serei

seja

fosse

for

seria
Dizer
digo
disse
dizia
direi
diga
dissesse
disser
diria
Vir
venho
vim
vinha
virei
venha
viesse
vier
viria
Estar
Estou
estive
estava
estarei
esteja
estivesse
estiver
estaria

5.Lê o seguinte excerto do texto A e classifica as palavras destacadas no texto, de acordo com a classe a que pertencem. Coloca um X no espaço correspondente.
As histórias para crianças devem ser escritas com palavras muito simples, porque as crianças sendo pequenas, sabem poucas palavras e não gostam de usá-las complicadas. Quem me dera saber escrever essas histórias (…).”




Nome
Adjetivo
Verbo
Determinante
Pronome
Preposição
As



X


para





X
palavras
X





simples

X




pequenas

X




gostam


V



me




X

essas



X





  6. Identifica o advérbio presente em cada frase abaixo e transcreve-o para o quadro, de acordo com a sua subclasse.


Advérbios

de negação

de afirmação

de quantidade e grau

tempo

lugar

modo

interrogativo

Não

sim

Bastante
muito

Ontem
amanhã

Ali
longe

Devagar
bem

Como
Onde

0 comentários:

Enviar um comentário