Sejam todos muito bem-vindos! Depois de um ano de sucesso é chegada a hora de "mimar" o nosso blogue alterando-lhe o visual... ;) Alteram-se umas coisas, mas continua-se a apostar no mais importante: Partilha, Estudo e Brincadeira... para que possamos aprender sempre um pouco mais! Portanto mãos à obra, pois "Saber é Poder"!!! ;) Hugs and Kisses
RSS

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Poesia a brincar!



Nas últimas aulas a professora lançou-nos um desafio: na sequência das aulas de poesia que temos estado a dar, a professora levou-nos para o recreio e pediu-nos que nos inspirássemos na Natureza, nos objetos do dia –a-dia e deixássemos fluir a nossa imaginação.
A ideia era fazermos poemas que nos divertissem…. Trabalhamos ao ar livre e em equipa e o resultado foram vários poemas.
Hoje registamos aqui apenas alguns.

Esperamos que gostem!

A cama

A minha cama é estranha…
É muito irregular!
Não sei o que se passa com esta cama castanha,
Mas já me estou a irritar!

Ela não me deixa dormir,
Acho que nunca vou conseguir,
Que ela fique normal,
Só peço por favor, não me ponham a dormir no quintal!

Deve ser do cobertor,
Que não combina com a sua cor,
O que lá devo pôr?
Algo que não me faça calor?!?
R.A.




Computador

Tenho um computador
Que não me deixa jogar,
Cada vez que tento ganhar
O computador fica a reclamar.

Acho que me vou arreliar,
Pois ele está-se a aproveitar,
Só faz isto para me “aziar”
E não me deixar jogar…

Será do calor?!
Ou é para me provocar?
Já me estou a passar,
Com este provocador!!
R.A.




A minha caminha

A minha caminha
É muito sensível
Cada vez que lhe toco
Fica invisível.

Coloquei-lhe um lençol,
Muito animado,
Mal lhe toco
Fica todo molhado!

Esta cama é muito especial,
É a minha caminha …
E eu não a levo a mal.




A meia

Eu tenho uma meia
Que nunca está contente
Ela acha-se tão feia
Que desejava ser transparente.
Sandra



O meu lápis

O meu lápis
só sabe escrever
já lhe ensinei,
mas ele não consegue ler.

Um dia fartou-se de mim
E decidiu não me obedecer
Até eu enlouquecer…

Agora está apaixonado
E nem se mostra envergonhado,
Só pensa na borboleta
E não me liga a mim, nem à caneta!

Adriana




Marmita

Eu tenho uma marmita
Que é muito catita
Sonha ser uma pá
E por isso teima em ser tão má!

Não gosta de sujidade
Isso é uma grande verdade,
Mas adora sabão
E que lhe peguem com a mão!

Tudo isto está relacionado,
Mesmo que digam que não…
Isto hoje vai haver
Um grande festão!

Martim Crespo





A bola

Tenho uma bolinha
que joga sozinha
Ensinei-a a jogar.
E ela já não quer parar…

Conheceu o meu cão
E ganhou uma nova paixão…

Esta bola não quer entender,
Que é seu dever
Me entreter…
E o meu cão
Deixar de ver!

Manuel





Estojo

Eu tenho um estojo,
Que é muito trapalhão
Ai este estojo roxo
Que está sempre a cair ao chão

Um dia chocou com o transferidor
Coitado dele
Estava cheio de pavor!

Ajudem-no por favor,
Pobre estojo,
Só causará terror!

Safira





Mochila colorida

Tenho uma mochila colorida,
Que não gosta da escola
Cada vez que a carrego
Parece uma bola

Não sei se é birra
Ou se é capricho
O que é certo
É que vira bicho!

Cada vez que a tento convencer
Que na escola se pode aprender
De forma divertida
Ela ganha nova vida!

Madalena






O livro

Eu tinha um livro
Na minha prateleira
Que era de couro
E tinha uma esteira.

O livro falava,
Parecia que voava…
Passava o dia a sonhar
Em um dia poder ver o mar!

Resolvi levá-lo à praia,
Mas guardei-o na geleira,
Quando fui para a água
Só fazia barulheira!

O candeeiro
Estava em casa a ler um livro
A luz desligava
E eu perguntava o que se passava!?

Liguei a luz do candeeiro,
Mas ele não gostou,
Até corou…

Não sabia o que mais lhe fazer,
Alguém me consegue esclarecer?!         






0 comentários:

Enviar um comentário