Sejam todos muito bem-vindos! Depois de um ano de sucesso é chegada a hora de "mimar" o nosso blogue alterando-lhe o visual... ;) Alteram-se umas coisas, mas continua-se a apostar no mais importante: Partilha, Estudo e Brincadeira... para que possamos aprender sempre um pouco mais! Portanto mãos à obra, pois "Saber é Poder"!!! ;) Hugs and Kisses
RSS

sexta-feira, 9 de maio de 2014

poemas analisados na aula

Página 175 – Gigões e anantes”

    1-    O jogo de sons presentes no poema é entre as palavras gigões e anantes / gigantes e anões.

    2-    O problema era que não conseguiam distinguir os gigões dos anantes.

    3-    “Os gigões são anantes muito grandes.” / “os anantes são gigões muito pequenos”.
3.1- Não, porque uns servem para descrever os outros, com a única diferença de que  “uns são um bocado mais , outros um bocado menos”.

4- “Era uma vez…”
4.1- Ambas as histórias têm seres fantásticos.

5- A Ana “xixanava”.
5.1- A fórmula usada pela Ana era secreta,  porque era uma fórmula com palavras que só a Ana sabia, que só queriam dizer o que a Ana queria.
5.2- Quando a Ana “xixanava” com eles, o “gigão” ficava “xubiante” ou “ximbimpante”, ao passo que o “anante” fingia não ficar desse modo.



--------------------------- página 177---
2- A monstra.
     3-    Fazer convites.
3.1- AS formas de tratamento que nos informam sobre o destinatário do convite; a informação sobre quem convida; informações sobre o acontecimento: hora, data, local.
3.2- é um convite formal, como se observa na forma de tratamento Exma Sr.a (Excelentíssima senhora) ; V/ Exa  (vossa excelentíssima).



------------Aquela nuvem – página 185

1-    Pedia à nuvem que deixasse de chover.

2-    Nuvem: primeira , terceira e quinta estrofe
Sujeito poético: segunda e quarta estrofe.

3-    O sujeito poético pede-lhe que o leve consigo , porque quer ver o mar e a cidade de Granada.
3.1- Não, porque Granada é longe e o mar é distante.

        4- Ao contrário do poeta a  nuvem voa. 

0 comentários:

Enviar um comentário